Perkons S.A | Mobilidade e Segurança no Trânsito

Condutor Como transportar pranchas, bikes e outras cargas do lado de fora do veículo

Na hora de escolher um rack (também chamado como suporte) para transportar cargas em seu veículo, o condutor deverá escolher o modelo ideal com base na Resolução do Contran nº 349/10, que estabeleceu critérios para transporte eventual de cargas em automóveis, caminhonetes e utilitários. Alguns servem tanto para pranchas de surfe quanto para bicicletas e demais cargas.

Primeiramente, o transporte de cargas deve respeitar o peso máximo do veículo, de acordo com as normas do fabricante. Os cuidados com a forma de transportar também merecem um cuidado especial.

Créditos: Divulgação

Sejam racks de teto ou traseiros, alguns cuidados devem ser observados para um transporte em segurança.


A resolução diz ainda que a carga deverá estar acondicionada e afixada de modo que: 
• Não coloque em perigo as pessoas nem cause danos a propriedades públicas ou privadas, e em especial não se arraste pela via nem caia sobre ela;
• Não atrapalhe a visibilidade do condutor nem comprometa a estabilidade ou condução do veículo;
• Não provoque ruído nem poeira;
• Não oculte as luzes, incluídas as luzes de freio e os indicadores de direção e os dispositivos refletores; ressalvada, entretanto, a ocultação da lanterna de freio elevada;
• Não exceda a largura máxima do veículo;
• Não ultrapasse as dimensões autorizadas para veículos estabelecidas na Resolução do Contran nº 210/06;
• Todos os acessórios, tais como cabos, correntes, lonas, grades ou redes, deverão estar devidamente ancorados;
• Não se sobressaiam ou se projetem além do veículo pela frente.

Além disso, é obrigatório o uso de segunda placa traseira na hipótese de um encobrimento, total ou parcial, da placa original. Outro cuidado importante é verificar se o fabricante cumpre com a obrigatoriedade de fornecer informações suficientes para a fixação da carga na parte superior externa. Consulte o manual do veículo para verificar possíveis restrições.

A Resolução do Contran nº 349/10 determina também que a carga, já considerada a altura do bagageiro ou do suporte, deverá ter altura máxima de 50cm e suas dimensões não devem ultrapassar o comprimento da carroceria nem a largura da parte superior da mesma. A norma ressalva apenas as situações em que tal carga seja bicicletas fixadas em pé na parte superior do veículo.

Já existem modelos de racks que podem ser removidos com facilidade, evitando que a peça fique presa no teto sem uso. E há os racks traseiros, que inclusive são bastante comuns. Em 2012, a Opel lançou um modelo retrátil, para seu SUV Mokka, mas a facilidade torna o preço mais caro que os convencionais. Confira vídeo de apresentação.

Crédito: Divulgação

O rack retrátil parece interessante e moderno, mas o preço complica sua pulverização.

Veja os diversos modelos de suportes:



A legislação
Saiba mais sobre a Resolução do Contran nº 210, que estabelece normas de tamanho e peso para cargas e veículos.

As dimensões autorizadas para veículos, com ou sem carga, são as seguintes:
Largura máxima - 2,60m;
Altura máxima - 4,40m;
Comprimento total para veículos não-articulados - máximo de 14m.

Os limites máximos de peso bruto total e peso bruto transmitido por eixo de veículo, nas superfícies das vias públicas, são os seguintes:
Peso bruto total ou peso bruto total combinado, respeitando os limites da capacidade máxima de tração (CMT) da unidade tratora determinada pelo fabricante - 29 t.

 

Racks no motofrete
Você sabia que até as motos podem ter suportes? A Resolução do Contran n° 356/10 chega a citar o motofrete e regula as condições do mesmo. É verdade que o foco da resolução é para regulamentar o que chamamos de motoboys, que precisam no máximo da famosa “caixa” para carregar objetos e documentos. No entanto, na hora de transportar uma carga pessoal, tipo uma bicicleta, você precisará de um rack que dê conta disto.
O ciclista e motociclista Garrett Blake criou o 2x2 Rack, justamente com este objetivo. “Eu sempre odiei ter que decidir entre um passeio de moto ou usar o carro para transportar a bicicleta para a minha trilha favorita”, afirmou ao portal Bike Magazine. Só que para objetos grandes a sua moto deverá ser proporcional, para não alterar a estabilidade do veículo. No Brasil, já existe produto assim, feito pela Mototransbike, que utiliza a própria estrutura da moto para instalar o suporte, sem a necessidade de descaracterização do veículo.
Confira vídeo de apresentação.

Crédito: Divulgação
Para unir suas duas paixões, bikes e motos, Garrett Blake criou o
2x2 Rack, para carregar sua bicicleta sobre duas rodas em segurança.



Fontes: Caravana da aventura; Bike magazine.

Compartilhe:
« Voltar


» Confira algumas dicas sobre como transportar bicicletas em segurança


» Pequenos objetos, grandes impactos
Um objeto solto dentro de um veículo pode representar um grande risco para seus ocupantes em caso de colisões. Para compreender a força do impacto que um pequeno objeto pode causar quando um veículo se choca frontalmente com um muro a uma velocidade de 50km/h, veja alguns exemplos:

Exemplo Peso original Força de impacto
Cachorro (médio porte) 20 kg 1093 kg
Guarda-chuva 0,415 kg 22,5 kg
Raquete de tênis 0,800 kg 98 kg
Chaves 0,040 kg 39 kg



Fonte: ISEV; Boletin Seguridad Vial nº 55